Campeonato Paranaense de Futebol Americano 2016 – Saiba mais sobre a 8ª edição do estadual fpfa-novo logo - Relacionado Full view

Campeonato Paranaense de Futebol Americano 2016 – Saiba mais sobre a 8ª edição do estadual

A 8ª edição do Campeonato Paranaense de Futebol Americano, organizada pela Federação Paranaense de Futebol Americano (FPFA), começará em março e contará com 8 equipes, mantendo o mesmo número de participantes da edição anterior (2015).

Os participantes são quase os mesmos também, apenas uma alteração: a saída do Unicentro Knights e a entrada do Londrina Bristlelbacks. Outra novidade é o formato de disputa, que contará com o sistema de grupos, algo que não ocorria desde a edição de 2013. Portanto serão 2 grupos (divisões) de 4 times:

paranaense - grupos

TEMPORADA REGULAR

Na temporada regular, cada equipe fará 4 jogos. Serão 3 jogos contra adversários da mesma divisão e um jogo contra uma equipe de outra divisão.

PÓS-TEMPORADA

Quando terminar a temporada regular, duas equipes ficarão pelo caminho, no caso, o último colocado de cada divisão. Agora, quem ficar na situação oposta, ou seja, os campeões de cada divisão, se classificará diretamente para as semifinais.

No jogo 1 do Wildcard, o 2º colocado da Divisão Tibagi enfrentará o 3º colocado da Divisão Iguaçu. Enquanto no jogo 2 do Wildcard, o 2º colocado da Divisão Iguaçu duela contra o 3º colocado da Divisão Tibagi. Curiosidade: os nomes das divisões são uma referência a dois importantes rios do Paraná.

Depois do wildcard, acontecem os jogos das semifinais, claro. Os confrontos ficarão assim: Campeão da Divisão Iguaçu x Vencedor do jogo 1 do Wildcard; E do outro lado, o Campeão da Divisão Tibagi x Vencedor do jogo 2 do Wildcard.

E no Paraná Bowl VIII, a final do Campeonato Paranaense de F.A. 2016, estarão os vencedores da semifinal. Não haveria de ser diferente, não é mesmo?

Confira a tabela de jogos prevista pela FPFA:

paranaense - agenda

EXPECTATIVAS [OPINIÃO DO AUTOR]:

O Coritiba Crocodiles (até 2011, Barigui Crocodiles) tem uma hegemonia no campeonato estadual. A equipe tem parceria com o Coritiba Foot Ball Club e foi campeã de todas as edições do Campeonato Paranaense de F.A., ou seja, é heptacampeã estadual. Além disso, o Croco também é bicampeão brasileiro (2013 e 2014) pela Confederação Brasileira de Futebol Americano – CBFA. É esperado, por mim e por muito fãs do FABR, a presença do Crocodiles em mais uma final do estadual. Porém, atualmente, não arrisco mais dizer que a equipe é favorita absoluta a ganhar o título. Isto porque, desde a temporada 2014 tem um time incomodando o Croco no cenário do futebol americano do Paraná. Estou me referindo ao Paraná HP, oriundo da fusão do Curitiba Hurricanes com o Curitiba Predadores. O HP disputou as edições de 2014 e 2015 do estadual e foi o vice-campeão nas duas ocasiões. Em 2014, perdeu a final por apenas um ponto de diferença (7-6) e em 2015, chegou até a vencer o Crocodiles na temporada regular, por 14-7, porém sendo derrotado novamente na final (por 21-12). O Paraná HP, na minha opinião, é o time mais próximo de acabar com essa hegemonia do Crocodiles, já bateu na trave anteriormente. Então, meu palpite sobre o duelo do Paraná Bowl VIII é: Coritiba Crocodiles x Paraná HP, pela terceira vez consecutiva. Agora sobre o possível vencedor, difícil falar, as equipes têm se mostrado muito parelhas, com o Croco levando uma pequena vantagem.

Mas há um outro time que quero muito destacar: Foz do Iguaçu Black Sharks. A equipe vem numa boa evolução, foi campeã da Liga Nacional 2014 da CBFA e 4ª colocada na Superliga Centro Sul 2015 – CBFA, fazendo melhor campanha que São José Istepôs (SC) e São Paulo Storm (SP), por exemplo. No estadual de 2015, a equipe ficou em 3º lugar, atrás de Croco, HP e derrotando o Brown Spiders. Antes do HP surgir, eu considerava o Brown Spiders como segunda maior força do Paraná, caiu para terceira, mas o Black Sharks está chegando junto. Podemos dizer que o Foz do Iguaçu está para o Brown Spiders assim como o HP está para o Crocodiles. Quanto ao Brown Spiders, que encerrou ano passado a parceria com a UFPR, o time além da 3º colocação no estadual 2015, também ficou em 5º lugar na Conferência Sul do Torneio Touchdown VII (2015) com uma campanha de 3 vitórias e 4 derrotas, o que não foi suficiente para o time avançar para os playoffs em sua 1ª participação na competição inter-regional. São dois times a se ficar de olho também.

Ao meu ver, Maringá Pyros, Guardian Saints, ambos com campanha de 1-6 no Paranaense de 2015, Norte Paraná (0-7) e Londrina Bristleback (nunca disputou o estadual) estão em um nível notavelmente inferior em relação as 4 equipes já citadas nos parágrafos acima. E dessas 4 últimas, lamento que o Pyros não tenha engatado após a boa campanha que vez no Campeonato Paranaense de 2014, em que terminou na 4ª colocação.

Agora é esperar para ver se em 2016 teremos um Campeonato Paranaense com surpresas (positivas ou negativas) em relação à edição anterior.

Escrito por Eduardo Willy

O 11 Jardas foi meu projeto de TCC, sou bacharelado em Comunicação Social - Rádio e TV. Acompanho futebol americano desde o Super Bowl XLII (Giants x Patriots), o qual dormi no último e decisivo lance da partida. Sofro pelo Dallas Cowboys e aceito jerseys de times do FABR como presente, tamanho P. VLW FLW!