Introdução à temporada do FABR: CBFA, TTD e TEZ (parte 2/3)

Continuando nossa “Introdução à temporada de Futebol Americano no Brasil“, nesta parte 2 (de 3), vamos falar dos campeonatos inter-regionais, de expressão nacional, que são as competições mais importantes e com mais visibilidade do país.

Se você não leu a Parte 1, que explica como é o calendário do FABR e destaca as principais competições estaduais e interestaduais, clique aqui.
E para ler a parte 3, sobre competições de modalidades derivadas do futebol americano, clique aqui.

CAMPEONATOS INTER-REGIONAIS

As duas maiores e mais importantes competições de futebol americano do Brasil são, sem dúvidas, o Torneio Touchdown e o Campeonato Brasileiro de Futebol Americano (da Confederação Brasileira de Futebol Americano). E no feminino, a principal (e única) competição é o Torneio Endzone (LIFEFA).

TORNEIO TOUCHDOWN

Pode ser considerado campeonato de futebol americano mais famoso do Brasil, que geralmente tem mais espaço na mídia, é o Torneio Touchdown. A competição foi criada em 2009 e foi a primeira competição com maior abrangência nacional, reunindo desde a sua primeira edição equipes do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Porém em 2013, houve a participação do Vitória All Saints, da Bahia, única vez das 7 edições já realizadas (2009-2015), que houve um representante do Nordeste. Não por falta de times, mas por uma opção dos organizadores, em que a logística acaba sendo um fator determinante. O torneio é organizado pela Touchdown Promoção de Eventos Esportivos, empresa de Luis Claudio Lula da Silva. Sim, o Torneio Touchdown é o famoso campeonato do “filho do Lula”.

A competição já teve compactos de jogos exibidos semanalmente na Band Sports e também duas decisões de título transmitidas ao vivo na TV por assinatura: em 2013 pela Band Sports e em 2014 pela Fox Sports 2.

O TTD vai para sua 8ª edição em 2016 e nos moldes atuais conta com 16 times. O maior campeão do Torneio Touchdown é o Corinthians Steamrollers com dois títulos (2011 e 2012). Fora a equipe paulista, também venceram o Torneio Touchdown: Fluminense Imperadores – RJ (2009), Vila Velha Tritões – ES (2010), Jaraguá Breakers – SC (2013), Vasco da Gama Patriotas – RJ (2014) e o atual campeão, Timbó Rex – SC (2015). Portanto 2 títulos (cada) para Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo; e um título para o Espírito Santo. Ainda não há maiores informações sobre a edição de 2016.

Em 2015: Junho – Dezembro.

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL AMERICANO – CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL AMERICANO (CBFA)

O formato de um campeonato nacional organizado pela CBFA começou em 2012, quando ela ainda era a Associação Brasileira de Futebol Americano (AFAB). Porém, antes disso, após o TTD I (2009), houve um racha entre os times e organização, o que resultou em 2010 na 1ª edição da Liga Brasileira de Futebol Americano (LBFA), que com o passar dos anos acabou virando o Campeonato Brasileiro de Futebol Americano da CBFA. A LBFA foi realizada em 2010 e em 2011 e também não contou com representantes do nordeste ou norte.

A partir de 2012, a competição virou de fato o Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Passou a ser disputado em novo formato, com várias divisões e mais participantes. Os times do nordeste foram inclusos por meio da Liga Nordestina de Futebol Americano (que representava as divisões dos times do Nordeste). Em 2013, com a participação de times do Norte, foi única edição com participação de representantes de todas regiões do Brasil. Em 2014, um novo formato, o mesmo utilizado atualmente, a competição foi dividida em ligas principais: Superliga Centro Sul e Superliga Nordeste, os campeões de cada liga se enfrentam no Brasil Bowl (título máximo da CBFA).

Liga principal para os times do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Em 2014, disputada por 5 times; em 2015, por 7. A ideia da CBFA é ter a Superliga Centro Sul com 8 times. Os critérios para definir os primeiros integrantes da “competição de elite” foram: o nível técnico das equipes e a estrutura disponível para a participação na competição. Neste segundo quesito é onde entrou o Goiânia Rednecks, que é um time novo e estreou no fullpad já disputando a Superliga Centro Sul de 2014, claramente num nível técnico bem abaixo dos adversários.

Existe uma competição de acesso para Superliga Centro Sul que é a Liga Nacional de Futebol Americano. Em 2014, na liga de acesso, Foz do Iguaçu Black Sharks (PR), Itapema White Sharks (SC) e Vipers Army (SP) conquistaram o direito de participarem da Superliga Centro Sul 2015. Apenas os paulistas abriram mão deste direito e permaneceram na liga de acesso. O Coritiba Crocodiles (PR) venceu as duas edições da Superliga Centro Sul.

A final da Superliga Centro Sul 2015 foi realizada na Arena Pantanal (MT), entre Cuiabá Arsenal (MT) e Crocodiles, e teve um público pagante de aproximadamente 14 mil pessoas, recorde de público do futebol americano praticado no Brasil.

Em 2015: Agosto – Novembro.

LIGA NACIONAL DE FUTEBOL AMERICANO (LIGA DE ACESSO) – CBFA

Aberta a um número bem maior de participantes, conforme os interesse das equipes, do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Em 2014, houve até a tentativa de participação de um time do norte, o Manaus Cavaliers, que deu W.O. em todos os jogos. Na 1ª edição, os 3 primeiros colocados tinham o direito de ingressarem na Superliga Centro Sul (1º Black Sharks; 2º White Sharks e 3º Vipers). Na edição passada, apenas o campeão seria contemplado com o direito de jogar a competição de elite. E o campeão de 2015 foi o Vipers Army, que novamente tem o direito de disputar a Superliga Centro Sul.

Em 2015: Agosto – Dezembro.

A Liga Nordestina de F.A. é disputada desde 2011 (organizada pela LINEFA) e reúne os times do nordeste, óbvio. Antes, em 2008 e 2009, houve o Nordeste Bowl organizado pela Associação Nordestina de Futebol Americano (ANEFA). Em conjunto com a Confederação Brasileira de Futebol Americano, a competição da LINEFA faz parte do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. O campeão nordestino cruzava com os times das outras regiões já nos playoffs da competição nacional. Em 2014, a Liga Nordestina virou Superliga Nordeste de Futebol Americano, que era disputada em duas fases: Na primeira fase, os times brigavam pelas vagas para a segunda fase, em que entravam na competição os times que foram melhores classificados na temporada passada. E desde 2014, o campeão da Superliga Nordeste se classifica diretamente para o Brasil Bowl, que é a final do Campeonato Brasileiro.

A partir desta temporada de 2016, não haverá mais essas duas fases e sim uma nova competição, a Liga Nordeste de F.A., que será uma divisão de acesso para a Superliga Nordeste. O maior campeão nordestino (contando a Liga Nordestina e o Nordeste Bowl da ANEFA) é o João Pessoa Espectros (PB), atual campeão, com 6 títulos.

As duas finais da Superliga Nordeste foram realizadas na Arena Itaipava Pernambuco, atingindo bons números de público pagante.

Em 2015: Abril – Novembro.

Liga Nordeste de Futebol Americano – Liga Nordestina de Futebol Americano (LINEFA)

Oito equipes estão pré-inscritas na 1ª edição da Liga Nordeste, são 4 do Pernambuco, 1 do Ceará, 1 do Rio Grande do Norte e 1 do Alagoas. SAIBA MAIS SOBRE A CRIAÇÃO DA LIGA NORDESTE, clicando aqui. Não há informações quanto a data de início da competição.

Nota: Até o ano passado, pelo menos, na CBFA os times do norte também não participavam das competições. Ainda não temos informações se os nortistas terão algum representante no Campeonato Brasileiro de F.A.

  • BRASIL BOWL

O jogo final, que atualmente é o confronto do campeão da Superliga Centro Sul contra o campeão da Superliga Nordeste. Os campeões, contando LBFA, são: Coritiba Crocodiles (2013 e 2014); Cuiabá Arsenal (2011 e 2012); João Pessoa Espectros (2015) e Fluminense Imperadores (2010).

TORNEIO ENDZONE – LIGA FEMININA DE FUTEBOL AMERICANO (LIFEFA)

O TEZ é um campeonato de futebol americano (todo equipado) feminino. E não… Nada de lingeries!!! É o futebol americano praticado nos mesmos moldes e regras do futebol americano de grama equipado. É esperada a 3ª edição do Torneio End Zone em 2016. A equipe das Cariocas F.A. foi a campeão das 2 edições passadas. A iniciativa dos times já existentes de criarem uma equipe feminina tem crescido, assim como o interesse das mulheres em jogar o F.A. equipado. Mas o F.A. feminino ainda está engatinhando. A edição de 2015 do TEZ contou com 4 equipes (Cariocas F.A.; Vasco Patriotas; Aracajú Alfa e Corinthians Steamrollers). Em São Paulo, por exemplo, Underdogs Football e Spartans Football começarão o projeto de equipe fullpads feminina neste ano.

Eduardo Willy

O 11 Jardas foi meu projeto de TCC, sou bacharelado em Comunicação Social - Rádio e TV. Acompanho futebol americano desde o Super Bowl XLII (Giants x Patriots), o qual dormi no último e decisivo lance da partida. Sofro pelo Dallas Cowboys e aceito jerseys de times do FABR como presente, tamanho P. VLW FLW!

Website: http://11jardas.com

2 Comentários

  1. Pingback: Introdução à temporada de Futebol Americano no Brasil (parte 1/3) - 11 Jardas

  2. Pingback: Introdução à temporada do FABR: Flag Football, Beach Football, No Pads (parte 3/3) - 11 Jardas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *