College Football: Alabama x Auburn – A história do Iron Bowl Iron-Bowl - Relacionado Full view

College Football: Alabama x Auburn – A história do Iron Bowl

Muitos dos que acompanham a NFL alguma vez parou para assistir a um jogo de College Football (futebol americano universitário), talvez um jogo de bowl, um das dezenas que ocorrem no final de dezembro e começo de janeiro, cada universidade possue sua tradição no esporte, umas com muitas glórias e títulos e outras que mesmo em divisões menores, conseguem surpreender. Esse não é o caso das duas universidades que formam o famoso Iron Bowl, são universidades de nome e muita tradição no football.

O Iron bowl é disputado entre as Universidades de Alabama Crimson Tide e a Auburn University Tigers, o primeiro jogo aconteceu em 1983, mas apesar de ser uma história centenária, ocorreram apenas 78 jogos entre as universidades, sendo que Alabama tem o recorde de vitórias sobre Auburn, 42–35–1. O nome Iron Bowl é utilizado por causa do local onde ocorriam as partidas, na cidade de Birmingham no estado do Alabama, cidade famosa pelas indústrias de aço. O Jogo sempre ocorre após o feriado de ação de graças, o Thanksgiving.

A rivalidade dessas duas universidades é enorme, com lindas histórias e até algumas bizarras, como o envenenamento de uma árvore simbolo das comemorações de Auburn por um fanático, e lunático, torcedor de Bama. E com essa rivalidade, o jogo deste último sábado reservou uma grande dose de emoção para as duas torcidas e um grande jogo para o fã do esporte.

Alabama chegou com total favoritismo ao jogo, invicta e com a posição número #1 do raking BCS para a vaga na final nacional. Auburn com otimismo, graças a campanha de 10-1 nessa temporada e após um recorde de 3-9 na temporada de 2012 e a lavada de 49-0 no Iron bowl daquele ano.

O jogo foi muito equilibrado e nenhuma equipe conseguiu se distanciar no placar, Bama poderia ter a vida facilitada caso o kicker Cade Foster não tivesse perdido um FG de 44 e 33 jardas, e outro FG de 44 jardas parcialmente bloqueado.

Restando um segundo no cronômetro, o técnico de Alabama, Nick Saban, resolve tentar um FG longo de 57 yards, mas com seu kicker titular tendo tantas dificuldades na partida, ele resolve utilizar o calouro Adam Griffith para tentativa. Para não ter o chute bloqueado, são colocados jogadores de linha ofensiva. O calouro vai para o chute, só que ele sai fraco demais, o jogador de Auburn, Chris Davis, pega a bola no limite da endzone, e carrega ela por 109 jardas, quase sem ser tocado. A unidade de FG em campo para a equipe de Bama, não tinha a velocidade para alcançá-lo.

Esse foi um dos finais mais emocionantes que uma rivalidade desse porte poderia ter. Para quem quiser saber um pouco mais sobre a rivalidade, recomendo o documentário da ESPN Films: Roll Tide / War Eagle (em inglês).

*Este é um texto colaborativo, o qual representa a opinião do autor e não a opinião do 11jardas.com e seus editores*
Quer ser um colaborador do 11 Jardas? Então cadastre-se em 11jardas.com/PARTICIPE.

Escrito por Jeferson Gama

Torcedor Patriota, acompanho o time desde 2007 e o esporte mais a fundo desde 2008. Aprendi as regras com um amigo e as táticas jogando Madden. Já escrevi para um blog de assunto esportivo, mas voltado para o "soccer". Agora a busca é em acompanhar um jogo da NFL no estádio.